Aguarde, carregando...

Esse conteúdo é exclusivo para associados ABOR.
Caso queira visualizar, faça seu login ou associe-se.

LoginAssociar-se
Voltar ao site

O papel do ortodontista no combate ao câncer bucal

Maurício Lenza
Sábado, 29 de Maio de 2021

Sabe-se que a incidência de tumores malignos é maior em pacientes idosos, mas essa incidência está aumentando em adultos jovens e a Organização Mundial da Saúde estima que cerca de 400 mil crianças, na faixa etária de 0-19 anos, são diagnosticadas com câncer a cada ano em todo o mundo.1,2 Isso enfatiza a importância do diagnóstico precoce das lesões bucais malignas, aumentando a sobrevida, diminuindo a morbidade e aumentando a qualidade de vida desses pacientes.1,3
Em geral, mais atenção deve ser dada aos pacientes jovens durante as consultas e manutenções ortodônticas, uma vez que a incidência de lesões bucais malignas neste segmento da população está aumentando. Uma avaliação clínica mais completa, incluindo toda a mucosa bucal, como a rotina do ortodontista poderia contribuir significativamente para o diagnóstico precoce do câncer bucal.3
Várias categorias de lesões malignas primárias podem ser observadas na região orofacial. Os locais mais comuns são: lábio inferior, borda lateral da língua, assoalho da boca, palato mole, área retromolar e gengiva.3
Geralmente, os sinais e sintomas dos tumores bucais são discretos e incluem inchaço regional, dor de baixa intensidade, parestesia, alterações na posição dos dentes e perdas dentária.1
"As causas do câncer estão associadas ao estilo de vida, alimentação e meio ambiente. O paciente ortodôntico é uma pessoa mais motivada para o autocuidado com autoestima do que a média. O ortodontista, nesse momento, pode mudar vidas, ao compartilhar conhecimento sobre as causas e prevenção do câncer,”4 e encaminhar para um especialista caso alguma alteração esteja presente.
O professor Alberto Consolaro, em seu artigo sobre câncer bucal e o ortodontista, publicado na Revista Clínica da Dental Press em 2018, disserta brilhantemente sobre o tema. Quer saber mais sobre o assunto? Faça o download o artigo na íntegra (Cortesia: Editora Dental Press).
Prevenção e conscientização.

 

  1. SANTOS-SILVA, Alan Roger et al. Maxillary osteosarcoma in a young patient undergoing postorthodontic treatment follow-up: The importance of ongoing oral examinations. American journal of orthodontics and dentofacial orthopedics, v. 139, n. 6, p. 845-848, 2011.
  2. Childhood cancer. Disponível em: https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/cancer-in-children acessado 25 de maio de 2021.
  3. SANTOS-SILVA, Alan Roger et al. Tongue squamous cell carcinoma in young nonsmoking and nondrinking patients: 3 clinical cases of orthodontic interest. American Journal of Orthodontics and Dentofacial Orthopedics, v. 145, n. 1, p. 103-107, 2014.
  4. Consolaro A. Câncer bucal e o ortodontista. Rev Clín Ortod Dental Press. 2018 Ago-Set;17(4):102-7

 

Seja um Associado

Associar

Nossas Redes Sociais

Endereço

RUA DR. MÚCIO GALVÃO, 480 - CEP 59.022-530 - NATAL/ RN

Contato

(84) 3221-0300 | (84) 99409-5979

contato@abor.org.br