Aguarde, carregando...

Esse conteúdo é exclusivo para associados ABOR.
Caso queira visualizar, faça seu login ou associe-se.

Login Associar-se
Voltar ao site

Quando a ortodontia fixa e a ancoragem esquelética interagem e se completam

23 de Novembro de 2019

Auditório da CIFARMA - GOIANIA/GO

 

A correção das más-oclusões resulta dos movimentos dentários e da remodelação ou reposicionamento esquelético nos três planos do espaço. Para entender os limites das modalidades de correções foi idealizado o envelope de discrepâncias, cujos limites quantitativos do movimento dentário, da correção ortopédica e cirúrgica ortognática são numericamente estimados. Em recente revisão este envelope agregaram-se as amplitudes de correção obtidas por meio da ancoragem esquelética. Por meio de casos clínicos serão detalhadas as formas de  correções das más-oclusões por meio da interação entre a biomecânica ortodôntica e os dispositivos transitórios de ancoragem. Esta apresentação tem por objetivo destacar a interação entre a mecânica ortodôntica e a ancoragem esquelética descrevendo alternativas de correções ortodônticas compensatórios que anteriormente não se obtinham ou dependiam da extrema colaboração do pacientes.

Objetivos:

Compreender as correções da Classe II, Classe III com o uso dos dispositivos transitórios de ancoragem (DTA);

Apresentar as recentes alternativas de correção da mordida aberta anterior esquelética contando com o auxilio dos DTA;

Entender a técnica de tratamento da discrepância transversal da maxilar por meio do uso de aparelhos expansores do tipo MARPE.

Inscrições

Selecione o tipo de ingresso e inscreva-se!

Seja um Associado

Associar

Nossas Redes Sociais

Endereço

RUA DR. MÚCIO GALVÃO, 480 - CEP 59.022-530 - NATAL/ RN

Contato

(84) 3221-0300

contato@abor.org.br